Lançamento da Revista Cook Lovers

Olás leitores e leitoras,

Esta semana fui convidada para ir ao lançamento da Revista Cook Lovers da Livraria Mundo Gourmet.

20130620_185822

Eu nunca tinha ido pessoalmente à loja e fiquei encantada com o charme. É um lugar bem aconchegante que dá vontade de ficar ali horas e horas lendo sobre gastronomia (… e tem assunto, viu!) e até cozinhando porque lá  (pasmem!!!) tem uma cozinha… :D… Para mim é lugar ideal para ficar porque não sei se amo mais cozinhar ou ler!!! Ahhhh… lá tem cursos de culinária também… fiquem de olho na programação.

20130620_184650

20130620_185614

20130620_184804

20130620_184658

20130620_184753

Enfim, voltando para o evento… fui super bem recebida! Acho que o pessoal da Livraria estava pensando que não iriam muitas pessoas, porque afinal, estamos num período de manifestações e, consequentemente, congestionamento, mas aos poucos as pessoas foram chegando e ficou bem cheio!

Claro que comprei alguns livros, pois é IMPOSSÍVEL não fazê-lo!

20130620_195105

E o ápice foi quando o próprio André Boccato começou a preparar um risoto para seus convidados! Foi muito aconchegante e já que estava um friozinho foi uma super sacada servir um risoto quentinho para nós! :) André estava uma delícia! Olha aí a minha cumbuquinha… :)

20130620_202959

É… eu sei! Essa foto não está tão boa, mas tenham paciência, né? Eu queria comer logo antes que esfriasse! :P

O kit preparado para foi um charme uma bolsa ecológica, a primeira revista Cook Lovers e um pacotinho de Panecitos!

Óbvio que, no caminho de volta para casa, já fui devorando a revista que é uma delícia de ler!

Parabéns e sucesso à equipe COOK LOVERS!!

Beijos

 

Cursos de Confeiteira em São Paulo

pasticceria
Oiii gente…

Algumas pessoas entraram em contato comigo para saber sobre cursos de confeitaria aqui em São Paulo.

Como conversamos não é tão fácil encontrar, principalmente porque depende do que vc quer, aí os cursos vão ficando mais específicos, por exemplo, decoração de bolos com pasta americana, decoração com bicos de confeitar, chocolataria e assim por diante.

Abaixo colocarei algumas escolas, mas não necessariamente o curso está aberto, ok?

No SENAI Brás tem o curso de Confeiteiro que é mais voltado para doces de padaria e outra opção é o SENAI Barra Funda e ambos estão com vagas abertas.

No SENAC finalmente abriu o curso A arte da confeitaria profissional que é um tanto salgado o preço (apesar de ser sobre doces…rsrs) e as inscrições estão abertas.

Tem o IGA – Instituto Gastronômico, sucursal de Guarulhos também está com as inscrições abertas para o curso de confeitaria.

Na Faculdade Hotec também alguns cursos de confeitaria, mas o site não diz sobre vagas e valores.

Espero que consigam se inscrever em algum!

Beijos

 

 

Pudim de leite em pó

Olás formiguinhas doidas por doces!

Estava eu aqui com uma vontade de comer um docinho e lembrei de postar uma receitinha deliciosa e fácil de fazer.

pudim de leite em pó

Pudim de leite em pó

4 ovos

2 xícaras de chá de água

7 colheres de sopa de açúcar

8 colheres bem cheias de leite em pó

Bata todos os ingredientes no liquidificador ou no mixer. Despejar na forma de pudim caramelizada.

Cozinhar em banho-maria até o palito sair limpo, cerca de uma hora.

Polêmica: com furinhos ou sem furinhos?????

Eu amo os furinhos do pudim, então, eu bato até incorporar bastante ar.

Vc não curte? Bata os ingredientes e depois deixe repousar alguns minutinhos para que a espuma suba e possa retirar. Voilá!! … seu pudim sem furos.

 

Calda

3 xícaras de chá de açúcar

1/2 xícara de chá de água

Coloque os ingredientes na forma e leve ao fogo baixo para ferver até ficar na cor de caramelo claro. Importante não ficar mexendo para que a colher fria não cristalize o açúcar e sempre vá limpando as laterais da forma com um pincel levemente umedecido para não queimar os respingos.

Huummm….. fica tão bom que ninguém vai perceber que o pudim tem leite em pó.

Ahhh… quer deixar ele moreninho embaixo… é só deixar mais tempo em banho-maria.

Bom proveito!!

Beijocas

 

 

Festa junina – A origem da quadrilha

festa junina

 

Olá mia gentiii…

Chegô o meis das festa junina e ôceis sabi como foi que começô a quadria???

Oia aí o texto da Lucia Helena Vitalli Rangel nos contano como foi…

Também chamada de quadrilha caipira ou de quadrilha matuta, é muito comum nas festas juninas. Consta de diversas evoluções em pares e é aberta pelo noivo e pela noiva, pois a quadrilha representa o grande baile do casamento que hipoteticamente se realizou.

Esse tipo de dança (quadrille) surgiu em Paris no século XVIII, tendo como origem a contredanse française, que por sua vez é uma adaptação do country dance inglesa, segundo os estudos de Maria Amália Giffoni.

A quadrilha foi introduzida no Brasil durante a Regência e fez bastante sucesso nos salões brasileiros do século XIX, principalmente no Rio de Janeiro, sede da Corte. Depois desceu as escadarias do palácio e caiu no gosto do povo, que modificou suas evoluções básicas e introduziu outras, alterando inclusive a música.

A sanfona, o triângulo e a zabumba são os instrumentos musicais que em geral acompanham a quadrilha. Também são comuns a viola e o violão. Nossos compositores deram um colorido brasileiro à sua música e hoje uma das canções para dançar é Festa na roça, de Mario Zan.

Festa na Roça – clique aqui para ouvir a música

(…) Hoje, dança-se a quadrilha apenas nas festas juninas e em comemorações festivas no meio rural, onde apareceram outras danças dela derivadas, como a quadrilha caipira, no Estado de São Paulo, o baile sifilítico, na Bahia e em Goiás, a saruê (combina passos de quadrilha com outras danças nacionais rurais e sua marcação), no Brasil Central, e a mana-chica (quadrilha sapateada) em Campos, no Rio de Janeiro.

A quadrilha é mais comum no Brasil sertanejo e caipira, mas também é dançada em outras regiões de maneira muito própria, caso de Belém do Pará, onde há mistura com outras danças regionais. Ali, há o comando marcador e durante a evolução da quadrilha dança-se o carimbó, o xote, o siriá e o lundum, sempre com os trajes típicos.

Trecho retirado do livro: Festas juninas, festas de São João: origens, tradições e história, 3ª edição, Publishing Solutions, 2008. ISBN 978-85-61653-00-2. Patrocinado pela Yoki Alimentos S/A

Gustei dimais da expricassão dela… e ôceis??

Beijus